When:
24 August, 2020 @ 14:12 – 15:12
2020-08-24T14:12:00+01:00
2020-08-24T15:12:00+01:00


22 de abril a 23 de maio

 
Inspired by the work of Ilse Losa
 

Maiores de 6 anos

 

Quintas e sextas · 19h
Sábados e domingos · 11h
 
Sessões com interpretação em Língua Gestual Portuguesa: sextas da temporada
(Em colaboração com a licenciatura em LGP da ESEC)

 
BILHETES

 

Informações e reservas:
239 714 013
912 511 302
info@oteatrao.com

Ilse, A Menina Andarilha

 
“… As páginas das suas obras não contam histórias de revoltas, nem nos falam de personagens vingativas. São antes, acima de tudo, paisagens sucessivas, com coisas e com pessoas que o destino obrigou a abandonar, para logo fazerem surgir outras paisagens com outras novidades e outras gentes…”
MARQUES, Ana Isabel in Paisagens da Memória, 2001
 
Synopse
Neste espetáculo estamos sempre a percorrer caminhos. Entre a aldeia e a cidade, a montanha e a planície, a memória da infância e o desejo de futuro traçamos os lugares que permitem encontrar a Maria Ana e a D. Emília, as vizinhas de Flor Azul, que vivem numa rua estreitinha. Também encontramos Um Artista chamado Duque, o cavalo vindo de Shetland, que trabalha com uma troupe de saltimbancos ou O Bonifácio, o papagaio -cantor do taxista Sr. Vicente. Cruzamo-nos com Dandy, o cão que roía toda a casa e se torna num estudioso do Império Romano. Caminhamos entre carvalhos, plátanos ou tílias, respirando os tempos da terra. São caminhos de memória, que ajudam a nunca esquecer como voltar a casa e a fazer nascer a vontade de continuar a andar.
 

Ilse Libeblich Losa(1913-2006), escritora e tradutora, nasceu em Bauer, uma pequena freguesia de Osnabrück, na Alemanha. De ascendência judaica, radicou-se na cidade do Porto em 1934, contraindo matrimónio com o arquiteto Arménio Losa. Com o casamento, Ilse Losa adquire a nacionalidade portuguesa e o convívio da Autora com nomes da vida intelectual e cultural portuense intensifica-se.
 

A sua colaboração na imprensa inicia-se nos finais dos anos quarenta, na revista Vértice e, mas será a partir de 1949 que se apresentará ao público português como escritora. Em 1973, Ilse Losa foi professora convidada de Literatura para a Infância e a Juventude na Escola do Magistério Primário do Porto (ex-Escola Normal e atualmente Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo – ESMAE).
 

Após esta experiência de lecionação, continuou a produzir o que hoje podemos chamar um legado plurifacetado, do ponto de vista temático e da diversidade de géneros cultivados para crianças e para adultos, e dirigiu, a partir de 1974, a coleção ASA Juvenil (Edições ASA). Nessa condição, foi responsável pela apresentação e divulgação de vários nomes e títulos significativos da escrita para os mais novos em Portugal – António Mota, Vergílio Alberto Vieira, Arsénio Mota, António Torrado, Álvaro Magalhães, Virgínia Mota, Leonel Neves, João Paulo Seara Cardoso, Madalena Gomes, José Jorge Letria, Maria Alberta Menéres, Luísa Ducla Soares, entre outros.
 

Autora de uma vasta e multifacetada obra (dirigida a crianças e jovens, mas também a adultos), Ilse Losa trouxe, em particular para a literatura dirigida aos mais novos, e para a cultura em geral, uma renovação estética e ideológica merecedora de reflexão.

 

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA

Director · Isabel Craveiro
Cast · João Santos, Margarida Sousa e Sofia Coelho
Scene and Costume Design · Filipa Malva
Desenho de Luz . Jonathan Azevedo
Illustration · Ana Maria Biscaia
Sound Design · Pedro Fonseca/Colectivo AC
Graphic Design · Paul Hardman
Photography · Carlos Gomes
Production Director · Isabel Craveiro
Scenery Construction · José Baltazar
Seamstress · Fernanda Gonzaga Tomás
Hair · Carlos Gago, Ilídio Design Cabeleireiros
Production Director · Isabel Craveiro
Executive Producer · Mariana Pereira
Montagem e Operação de Luz e Som · Jonathan de Azevedo e Nuno Pompeu
Interpretação em Língua Gestual Portuguesa · Andreia Esteves; Luísa Gonçalves; Rafaela Cota Silva; Pedro Oliveira (Intérpretes), Ana Francisco, Dalila Reis, Marta Ochoa (alunos do 3º ano da licenciatura em Língua Gestual Portuguesa da ESEC)
Espetáculo para maiores de 6 anos
Duração: 50 min

Teatrão 2021

 

Comprar Bilhetes

 

Ilse, A Menina Andarilha – Atividades Paralelas

 

Leituras da Menina Andarilha

Sessões online de obras para a infância e juventude de Ilse Losa.
21 de fevereiro a 14 de março de 2021
Domingos, às 11h através da página Facebook do Teatrão
 

21 de fevereiro
FAÍSCA CONTA A SUA HISTÓRIA

 

28 de fevereiro
BEATRIZ E O PLÁTANO

 

7 de março
A ESTRANHA HISTÓRIA DE UMA TÍLIA

 

14 de março
O SENHOR LEOPARDO

 

Ação de Formação de Curta Duração online para professores
Ilse Losa

Introdução à vida, à obra e às suas potencialidades didático-pedagógicas
17 de abril
Com Ana Cristina Macedo e em parceria com os Centros de Formação Nova Ágora e Minerva
 
Dada a importância de Ilse Losa na vida cultural e literária portuguesa, no contexto do pós-Guerra, nomeadamente na constituição de um cânone da literatura infantil e juvenil nacional, bem como a presença das suas obras nas Metas e Programas do Ensino Básico, esta formação visa dar a conhecer os aspetos mais relevantes da sua poética em estreita ligação com os estímulos de natureza contextual, como a pertença/participação geracional da escritora na época histórica em que a sua obra foi escrita e publicada. Da mesma forma, as circunstâncias de dupla pertença cultural (Alemanha e Portugal) levam-na a focalizar criticamente a paisagem social, económica e cultural, permitindo a atualização da sua escrita em cada leitura.
Numa segunda parte, propomos uma abordagem que permita estabelecer nexos entre o espetáculo “Ilse, a menina andarilha”, produzido pelo Teatrão, e as possibilidades didático-pedagógicas das obras convocadas em contexto educativo.
Ana Cristina Macedo

 

Ana Cristina Vasconcelos Pereira de Macedo
Professora de Literatura e ensino da literatura na Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto, desde 2003. Investigadora colaboradora na Red Temática LIJMI – Las Literaturas Infantiles del Marco Ibérico e Iberoamericano, sediada na Universidade de Santiago de Compostela, de ELOS – Associação Galego-portuguesa de investigação em Literatura infantil e juvenil (secção da ANILIJ) e do IEL-C (núcleo de Investigação em Estudos Literário se Culturais), cujas linhas temáticas de investigação se desenvolvem no inED.
Licenciada em Literatura Comparada, e mestre em Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea, pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, onde desenvolveu investigação sobre a influência do modernismo religioso em Fernando Pessoa. Tem publicado e investigado nas áreas da Literatura Portuguesa e hispano-americana, da literatura para a infância e a juventude e da educação linguística e literária. Doutorada em Estudos Portugueses, em 2015, com uma tese publicada sobre a escrita de Ilse Losa para a Infância e a Juventude.
 

Caminhar com Ilse – Audiowalks em tempos de confinamento

15 a 21 de março
Com inscrição prévia e entrega em qualquer ponto da cidade de Coimbra.
 

Numa altura em que as saídas de casa são feitas para as atividades essenciais de compras ou caminhadas higiénicas, propomos que estas últimas possam ser feitas na companhia de Ilse. É uma atividade para todas as idades com excertos de obras da autora que, apesar de muito reconhecida pela sua produção para crianças e jovens, escreveu também para adultos. Caminhar com Ilse necessita apenas de uma inscrição, indicando onde pretende receber e onde poderemos recolher o MP3 que pretende usar. No final o caminhante pode deixar a sua opinião sobre a experiência.
 

6-10 anos
– “As aventuras de Camisola”, in “A flor azul e outras histórias”;
– “As vozes dos animais”, in “A flor azul e outras histórias”;
– “O Sr. Roberto”, in “A flor azul e outras histórias”.
 

10-14 anos
– “A visita ao padrinho” (in “O quadro roubado”;
– “Na Quinta das Cerejeiras”;
– “O senhor Pechincha”.

 
A partir dos 14 anos
– Trechos de “Caminhos sem destino”;
– Trechos de “O mundo em que vivi”;
– “Retta ou os ciúmes da morte”;
– “Silka”

 

Conversa Andarilhar – Com Ana Cristina Macedo e José António Gomes

24 de abril, 12h
Oficina Municipal do Teatro

 

Galeria de Fotos (Carlos Gomes)

 

 

 

Consulte Plano de Contigência COVID-19 da OMT