Quando:
6 Outubro, 2021@8:58_9:58
2021-10-06T08:58:00+01:00
2021-10-06T09:58:00+01:00


13 de maio | 19h
 
Sala Grande / OMT
Maiores de 7 anos
Duração: 60 min.
Preço: 4 a 10 euros

 
Informações
239 714 013
912 511 302
info@oteatrao.com

A NOVA BAILARINA

Espetáculo participativo de dança de Aldara Bizarro

 
Sinopse
Espetáculo escolhido pela crítica do jornal Público, como um dos 10 melhores espetáculos de 2011.
A Nova Bailarina é um espectáculo sobre a democracia que nos remete para o papel de cada um na sociedade e para a consciência cívica, abordando, através da dança, de uma forma não convencional, e com muito humor, questões éticas e de valores base de construção pessoal e social.
O público é assim convidado a pensar, escolher e decidir, através de questões que vão sendo colocadas pela bailarina, que age, como se o público nunca tivesse ouvido falar destas temáticas. Estes terão assim que tomar posições de cidadania, unindo-se, chegando a ter que se opor à Bailarina, que por vezes, não tem um comportamento nada democrático.
Na sequência do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela coreógrafa Aldara Bizarro, esta é uma peça em que a palavra está muito presente, sempre com o objectivo de reforçar a consciência da ligação entre o corpo e a mente, ligando o pensamento à dança, e potenciando uma nova forma de viver o lugar do corpo na sociedade.

 

FICHA ARTÍSTICA

Concepção, Direção e Coreografia: Aldara Bizarro
Interpretação: Costanza Givone, ou Yola Pinto ou Inês Jacques
Interpretação em Francês: Sophie Leso
Interpretação em Espanhol e Italiano: Costanza Givone
Música: Fernando Mota
Apoio na Área de Filosofia: Dina Mendonça
Apoio à Criação e Vídeo Promocional: Catarina Santos
Acompanhamento Circulação: Aldara Bizarro
Tradução Francês: Sophie Leso
Tradução Espanhol e Ensaios Fonética: Maria Guerrero
Tradução Italiano: Costanza Givone
Co-Produção: Cinema Teatro Joaquim D’ Almeida, Montijo; TEMPO – Teatro Municipal de Portimão; Teatro Municipal de Faro; Cineteatro João Mota – Sesimbra; CCB/Fábrica das Artes; CDCE – Companhia de Dança Contemporânea de Évora; Centro Cultural do Cartaxo
Apoios: Câmara Municipal de Cascais e Centro em Movimento
Financiamento: Governo de Portugal/Secretaria de Estado da Cultura/Direcção Geral das Artes – Apoio bienal a Jangada até 2014.

 

Comprar Bilhete