Quando:
6 Outubro, 2021@8:58_9:58
2021-10-06T08:58:00+01:00
2021-10-06T09:58:00+01:00


Criação: Cassandra
Em co-produção com 23 milhas, Casa das Artes de Famalicão, Centro Dramático de Viana / Teatro do Noroeste, Teatrão, Teatro-Cine de Torres Vedras, Teatro Municipal Baltazar Dias e Teatro Viriato
 
8 e 9 de março, 21h
9 de março: sessão com audiodescrição e conversa no final
Sala Grande da OMT
 
Classificação etária: Maiores de 12 anos
Duração: 105 min.
 
Preço: 4-10€
 
Informações
239 714 013 (Chamada para a rede fixa nacional)
912 511 302 (Chamada para a rede móvel nacional)
info@oteatrao.com

Guião Para um País Possível

 
No parlamento português, entre as bancadas dos deputados e a tribuna com membros do Governo, existe, exatamente a meio da sala, uma secretária sem nada à volta onde trabalham dois funcionários que têm a missão de transcrever tudo o que ali é dito. Através dos seus dedos, registam-se os discursos, as intervenções, os apartes, as insubordinações e até os gestos. São centenas de milhares de páginas que registam debates, assembleias constituintes, votações, avanços e recuos nos direitos sociais, laborais e humanos. “Guião para um país possível” é um espetáculo criado a partir destes registos, para contar os últimos cinquenta anos da nossa democracia.
 

FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA

Dramaturgia e encenação Sara Barros Leitão
Interpretação João Melo e Margarida Carvalho
Desenho de luz Cárin Geada
Montagem e operação de luz Luís Ribeiro
Composição musical Pedro João
Desenho de som e operação Mariana Guedelha
Figurinos Cristina Cunha
Confeção de figurinos Emília Pontes e Domingos Freitas Pereira
Conceção de cenografia António Quaresma e Susete Rebelo
Execução de cenografia António Quaresma e Nuno Guedes
Execução dos telões Beatriz Prada, Cristovão Neto e Nuno Encarnação
Direção de produção Susana Ferreira
Produção e Comunicação Mariana Dixe
Coordenação da pesquisa João Mineiro
Apoio à dramaturgia e coordenação de Parlapatório Carlos Malvarez
Fotografia de cena Teresa Pacheco Miranda
Design Marta Ramos
Produção Cassandra
Apoio à residência CRL – Central Elétrica
Residências Teatro Municipal Baltazar Dias, Teatro Viriato
Residência de estreia Centro Dramático de Viana – Teatro do Noroeste
Coprodutores 23 milhas, Casa das Artes de Famalicão, Centro Dramático de Viana / Teatro do Noroeste, Teatrão, Teatro-Cine de Torres Vedras, Teatro Municipal Baltazar Dias, Teatro Viriato
Projeto financiado por República Portuguesa e Direção Geral das Artes
Apoio à Criação Abril é Agora
Alto Patrocínio da Assembleia da República
 
Agradecimentos: Ana Castro, André Lacerda, Aurélia Barbosa, Carolina Mendes, Diana Sá, Elisabete Leão, Emanuel Pina, Fátima Alçada, Gonçalo Rebelo, Inês Fernandes, Isabel Pereira, Joana Mesquita, João Ferreira, José Soeiro, Maria Manuel Rola, Mariana Gomes, Miguel Barros, Patrícia Gonçalves, Pedro Santasmarinas, Susana Madeira, Biblioteca de Marvila, Clube dos Fenianos Portuenses, JB Cadeiras, Teatro Experimental do Porto e Teatro Nacional São João; à Assembleia da República Portuguesa, em especial Anabela Carreira, José Manuel Araújo, Joaquim Soares e Luís Silva; aos redatores e redatoras da Assembleia da República: Ana Joaquina Lopes, Ana Luísa Reis, Ana Rita Pereira, Cátia Sofia Almeida, Cláudia Sofia Antunes, Cristina Maria Gomes, Elsa Sofia Miranda, Helena Isabel Pimentel, Inês Maria Vila, Inês Fernandes, Isabel Maria de Campos, Manuel Moreno, Maria Fernanda Fernandes, Maria Helena Fernandes, Maria Paula Crespo, Maria Teresa Carvalho, Paula Maria Granada, Paulo Jorge Granja, Susana Isabel Pinto, Rosa Maria de Oliveira e Maria Emília Ribeiro; às autoras e autores, realizadoras e realizadores, jornalistas, fotógrafos, poetas, músicos e músicas que cultivaram a nossa memória democrática e nos ajudaram a percorrer esta história.
 

Comprar Bilhete

 


© Teresa Pacheco Miranda