Skip to content

Teatrão

© 2024 Teatrão – Companhia de Teatro, Coimbra

15.05.24

Quarto episódio do podcast disponível no arquivo!

Ler mais
Por onde começar

Ricardo Neves-Neves e Maria João Brilhante

Pelo texto? Por uma ideia? Pelas figuras? Imaginando sons? Como vão surgindo os diversos elementos plásticos e verbais no processo criativo? Ricardo Neves-Neves que gosta de jogos de palavras, de imagens perturbadoras e de muito ritmo virá mostrar como começa e continua cada trabalho, talvez desvendando a sua próxima criação. Maria João Brilhante estará espiando esta aventura. Venham experimentar.

Vamos experimentar duas formas de começar uma cena: pela Música e pela intenção de não quer dizer absolutamente nada. A Música, com a sua capacidade de manipular as emoções e até o nosso batimento cardíaco, estimula a imaginação e a necessidade de preencher com um acontecimento a banda sonora que ouvimos. Não querer dizer absolutamente nada em cena parece ser um exercício fácil. O problema é que o espectador vê até o que não existe. Um pequeno esgar ou um gesto involuntário, uma respiração, a utilização ligeira ou estendida do tempo têm sempre, em cena, um significado. Então com a intenção de não se fazer absolutamente nada, já começámos uma cena, mal entrámos nela.
Ricardo Neves-Neves

Inscrição

Mais sobre o programa CASA ABERTA

Serviço Educativo

Fotografia de Nuno Ferreira Santos (Jornal Público)